Live esclarece dúvidas sobre a Chamada Áreas Naturais Protegidas, parceria entre Fapeg, Fundação Grupo Boticário, Fapesb e Fundação Araucária

Print Friendly, PDF & Email

Com o objetivo de esclarecer dúvidas sobre a Chamada Áreas Naturais Protegidas, a Fundação Grupo Boticário em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) e Fundação Araucária do Estado do Paraná realizaram na manhã desta quarta-feira, dia 25, uma live no canal do YouTube do Grupo Boticário, conduzida por Ana Maia. Representantes das instituições parceiras explicaram mais detalhadamente sobre o edital, como se inscrever, quanto será investido, entre outras dúvidas. As inscrições para esta chamada serão encerradas na próxima quinta-feira, dia 2 de junho, e devem ser realizadas pelo site https://chamada.teiadesolucoes.com.br/.

Durante a live, o gerente de Conservação da Biodiversidade da Fundação Grupo Boticário, Emerson Oliveira, explicou que a FGB, além de abrir a chamada e realizar mentorias, tem o objetivo também de promover a dinamicidade da economia no entorno das áreas contempladas trazendo benefícios sociais e econômicos para essas populações. A especialista em Conservação da Biodiversidade da FGB, Karynna Tolentino, explicou o passo a passo de como funciona esta Chamada Áreas Naturais Protegidas e suas fases, alertando para não deixar para se inscrever na última hora. A participação é gratuita. As propostas inscritas serão analisadas por uma banca composta por especialistas e representantes indicados pelas instituições organizadoras. As melhores soluções seguirão para uma etapa de detalhamento e mentoria e, depois, passarão por nova análise para concorrer ao apoio financeiro. O resultado final está previsto para dezembro de 2022.

Para falar sobre o tema dessa Chamada, a analista de Conservação da Biodiversidade da FGB, Flávia Campassi, explicou que as soluções devem se encaixar em um dos dois desafios: Promoção do Turismo de Natureza ou Ações para Segurança Hídrica. Ela citou exemplos para nortear melhor os candidatos no momento da submissão dos projetos. A iniciativa Teia de Soluções destinará até R$ 3,6 milhões para a execução de projetos que fortaleçam áreas naturais protegidas por meio de propostas inovadoras, replicáveis, escalonáveis e economicamente viáveis.

Pela Fapeg, a gerente de Inovação, Polyana Mendonça, ressaltou que esta Chamada converge com a política pública do estado de Goiás. Ela explica que houve o lançamento da primeira chamada no ano passado, com soluções voltadas para o manejo do fogo e desenvolvimento econômico com produtos do Cerrado. Já neste ano, as soluções devem atender a um dos dois desafios: Promoção do Turismo de Natureza ou Ações para Segurança Hídrica, e as propostas executadas no Nordeste de Goiás terão apoio de até R$ 1 milhão, sendo R$500 mil pela Fapeg e R$500mil pela Fundação Grupo Boticário.

Handerson Leite, diretor de Inovação da Fapesb, e Nilceu Deitos, gerente de projetos da Fundação Araucária, também explicaram as especificidades da chamada em seus estados. Na Bahia, serão investidos até R$ 600 mil (FAPESB e Fundação Grupo Boticário); e no Paraná, serão até R$ 1 milhão (FA e Fundação Grupo Boticário). Além disso, propostas para outras regiões do Brasil contarão com apoio de até R$ 1 milhão da Fundação Grupo Boticário

O link continua disponível para assistir a live: https://www.youtube.com/watch?v=EEiUuOdz4_c

Assessoria de Comunicação da Fapeg

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.