Pesquisador apoiado pela Fapeg lança livro sobre expansão agrícola em Goiás

Print Friendly, PDF & Email

Nesta quinta-feira, dia 5, será realizado o lançamento do livro “No Oeste, a terra e o céu: a expansão da fronteira agrícola no Brasil Central”, do pró-reitor da UniEvangélica, professor Sandro Dutra e Silva. O evento será na Livraria Saraiva, no shopping Flamboyant, a partir das 19 horas. A obra tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg).

O livro tem o objetivo de apresentar o processo de ocupação da região de floresta tropical conhecida como Mato Grosso de Goiás, entre as décadas de 1930 e 1950. Segundo o professor Dutra, é resultado de, aproximadamente, 20 anos de pesquisa. “É o resultado do meu olhar como historiador ambiental. Eu trabalhei muito com imigração e colonização na região do Mato Grosso de Goiás, mais especificamente nas matas de São Patrício, que hoje fazem parte da microrregião de Ceres”, explica.

Diante desse trabalho, a curiosidade em olhar, especificamente para as paisagens, o direcionou para a questão da História Ambiental. “Os viajantes tinham documentos das viagens de Pirenópolis para a Cidade Goiás. Quando se deparavam com a região de Mato Grosso de Goiás descreviam aquela barreira verde, florestal, e foi isso que me instigou a conhecer que floresta era essa, como esta região ficou conservada durante toda a expansão da fronteira em Goiás, com a mineração, a expansão da fronteira do gado”, ressalta. Dutra diz que esta obra é uma caminhada de estudos sociais da fronteira para estudos que envolvem história e natureza no Oeste do Brasil.

Como é destacado no Prefácio, escrito pelo professor de Geografia e História da Universidade da Califórnia, Stephen Bell, “enquanto este rico e ilustrado livro tem muito a oferecer sobre o tema da expansão da fronteira agrícola, particularmente sobre a colonização em Goiás, sua importância vai além das pesquisas sobre o grande Oeste do Brasil, como o seu título propõe”. Segundo Bell, a obra é valiosa por revelar uma rede que, no passado, ocorria entre os hemisférios Norte e Sul, incluindo geógrafos, aventureiros, exploradores e até mesmo astros de Hollywood vindos do Estados Unidos. “Por fim, o livro é uma singular contribuição para a internacionalização da História Ambiental nas Américas”, enfatiza.

O professor Dutra destaca a contribuição da Fapeg no fomento às pesquisas que originaram os dados incluídos no livro. Além disso, o pesquisador faz questão de ressaltar o empenho da diretoria da Fundação para a realização das pesquisas no estado de Goiás. “Eu não me canso de exaltar e agradecer o empenho da nossa presidente da Fapeg, professora Maria Zaira Turchi, e do diretor Científico, professor Albenones José de Mesquita, no incansável papel de defender a pesquisa e o trabalho dos pesquisadores goianos”, salienta.

Divulgação nacional

Lançamento do livro no Rio de Janeiro

Lançamento do livro no Rio de Janeiro
Foto: Divulgação

No dia 18 de setembro aconteceu o lançamento na Livraria da Travessa, Botafogo, Rio de Janeiro. Esse lançamento nacional foi uma promoção da Editora Mauad X e teve por finalidade apresentar o trabalho para a imprensa, livrarias, universidades e público em geral. “O livro foi muito bem recebido e também fiquei feliz pois foi uma forma de divulgar as pesquisas realizadas em Goiás”, diz Sandro.

Sobre o autor
Sandro Dutra e Silva é doutor em História pela Universidade de Brasília (UnB). Realizou estágio de Pós-doutorado no Departamento de Geografia da Universidade da Califórnia, Los Angeles. É professor no Centro Universitário de Anápolis e professor titular na Universidade Estadual de Goiás. Suas pesquisas atuais concentram-se na área da História Ambiental, abordando temas como a expansão da fronteira agrícola no Cerrado, a fronteira do gado em Goiás e as questões socioambientais, cultura e natureza no Cerrado.

Assessoria de Comunicação Social da Fapeg

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.