Inscrições até 12/11: Chamada destina R$ 1 milhão a soluções para desafios do Cerrado no Nordeste Goiano

Print Friendly, PDF & Email

Iniciativa da Fundação Grupo Boticário e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) busca propostas que tornem a prevenção e o combate aos incêndios mais eficientes ou que agreguem valor às cadeias dos produtos nativos da região

 

Seguem até 12 de novembro as inscrições para a Chamada Pública 04/2021 para a Conservação da Natureza no Nordeste Goiano, uma parceria da Fundação Grupo Boticário e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) em busca de propostas de soluções para o desenvolvimento socioeconômico do Cerrado, com base na proteção da biodiversidade. O processo traz como desafios tornar a prevenção e o combate aos incêndios mais eficientes, reduzindo impactos à fauna, e agregar valor às cadeias dos produtos nativos da região. As melhores propostas concorrerão a apoios financeiros que, somados, podem chegar a R$ 1 milhão.

De acordo com dados publicados em agosto pelo MapBiomas, o Cerrado perdeu quase 6 milhões de hectares de vegetação nativa entre 2010 e 2020. Goiás está entre os três com maior perda, com 810 mil hectares, atrás apenas de Tocantins (1,11 milhão) e Maranhão (890 mil). Em setembro, um incêndio que persistiu por mais de duas semanas destruiu 75,4 mil hectares na Chapada dos Veadeiros, o que corresponde a 10% de sua área total.

“Repetidamente, na época da seca, os incêndios atingem o Cerrado, prejudicando a sua biodiversidade e a economia. Esta chamada se propõe a apoiar soluções inovadoras, eficazes, economicamente viáveis e com potencial de replicação que contribuam com a redução dos focos e do impacto dos incêndios, seja com um novo equipamento para brigadistas ou para salvaguardar os animais da região, por exemplo. Além disso, também buscamos propostas que tragam mais valor aos produtos nativos do Cerrado, como o baru, o buriti e o pequi”, conta André Zecchin, coordenador da Reserva Natural Serra do Tombador, mantida pela Fundação Grupo Boticário.

Os interessados devem submeter suas propostas para a Fundação Grupo Boticário ou FAPEG, sendo vedada a submissão da mesma solução para ambas as instituições. A participação é gratuita e a inscrição deve ser feita em formulários específicos, disponíveis no link.

Ao final do processo, que seguirá até os primeiros meses de 2022, as melhores soluções poderão receber apoios financeiros para serem alavancadas. Ao todo, serão destinados R$ 1 milhão. Confira o regulamento completo aqui.

“A união de forças entre diferentes atores é elemento essencial para a conservação da natureza. É essa sinergia que faz a Fundação Grupo Boticário e a FAPEG caminharem juntas em busca de projetos que contribuam com a proteção e o desenvolvimento socioeconômico sustentável da savana mais rica do planeta. O Cerrado é um dos biomas mais ameaçados do Brasil, que sofre constantemente com incêndios de grandes proporções e com o desmatamento”, afirma o presidente da FAPEG, Robson Domingos Vieira.

Fundação Grupo Boticário

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.