Governo de Goiás discute estruturação do ecossistema de inovação

Reunião Sedi, UFG, Sebrae, IES e Fapeg

Foto: Sedi

O Governo de Goiás, por meio da secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), o Sebrae Goiás, reitores e representantes de instituições de ensino superior estiveram reunidos, nesta terça-feira, dia 5, no Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás (UFG), para avançar na criação de políticas públicas em prol da inovação e do desenvolvimento do Estado.

De acordo com o titular da Sedi, Adriano da Rocha Lima, que comandou a reunião ao lado do reitor da UFG, Edward Madureira Brasil e do diretor-superintendente do Sebrae Goiás, Derly Cunha Fialho, o encontro entre todos esses atores é fundamental para criar condições para o crescimento de um sistema que aproveite o caráter empreendedor do Estado.

“Vimos agora no Programa Centelha, lançado pela Fapeg, que Goiás ficou em terceiro lugar no ranking de ideias inovadoras no país. Existe um empreendedorismo represado no Estado, a motivação do goiano é inovar, mas não existiam meios dele se desenvolver”, explicou o secretário de Desenvolvimento e Inovação.

Para o reitor da UFG, a reunião desta terça foi o ponto de partida de ações que serão planejadas e executadas em conjunto entre essas instituições. O objetivo, segundo ele, é buscar o desenvolvimento econômico, social e tecnológico do Estado por meio da chamada tripla hélice, conceito que significa a interação entre poder público, iniciativa privada e as universidades. “Vamos planejar ações em conjunto, pois a responsabilidade dessas ações passa por essas instituições que estão presentes nessa reunião”, explicou.

Reunião SEDI, UFG, Sebrae, Fapeg e IES

Foto: Sedi

Durante a reunião, que contou também com a participação do reitor interino da UEG, Rafael Borges, do reitor da PUC Goiás, Wolmir Amado, do subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sedi, Márcio César Pereira, do diretor científico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), Marcos Arriel e representantes do Instituto Federal de Goiás (IFG), do Instituto Federal Goiano (IFGoiano), da Unievangélica e da Unirv, o Sebrae apresentou um estudo de mapeamento da inovação em Goiás com o qual foi possível identificar as áreas em que Goiás apresenta maior vocação para a inovação, como, por exemplo, construção civil, saúde, agronegócio, telecomunicações, dentre outras.

“Buscamos esse diálogo sistemático com todos os atores envolvidos para colocar Goiás em um novo patamar de desenvolvimento. Essa reunião é mais um passo largo nesse caminho e, para isso, contamos com o secretário Adriano, que entende do ramo e sabe exatamente o que está fazendo”, afirmou o diretor-superintendente do Sebrae Goiás, Derly Cunha Fialho.

Governo de Goiás já investe em inovação

Neste ano, o Governo do Estado lançou o Programa de Desenvolvimento Regional por meio dos Parques Tecnológicos, que trabalha para estruturar seis parques do tipo nas cidades de Goiânia, Aparecida, Anápolis, Cidade Ocidental, Jataí e Rio Verde.

Citado pelo titular da Sedi, o Programa Centelha, executado em Goiás pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) é outra ação estruturante do ecossistema de inovação no Estado. Foram 917 ideias inscritas, que passarão por avaliações, sendo escolhidas 28 delas que irão receber até R$ 60 mil para transformar as ideias inovadoras em negócios de sucesso.

Outra iniciativa do Governo de Goiás foi a vinda, pela primeira vez, da Campus Party, evento de imersão tecnológica que foi realizado em setembro, reunindo mais de 70 mil pessoas durante quatro dias para falar sobre tecnologia e empreendedorismo.

Secretaria de Desenvolvimento e Inovação

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.