Fapeg define linhas temáticas para financiamento do PPSUS

O Governo de Goiás, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), prepara o lançamento da sétima edição do Programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde (PPSUS). Após consulta à comunidade científica e avaliação do Comitê Gestor do Programa foram definidos os temas e as linhas de pesquisa que constarão no edital de chamamento deste ano.

O PPSUS busca apoiar financeiramente projetos de pesquisa que promovam a melhoria da qualidade da atenção à saúde no Estado de Goiás. A chamada pública representa uma contribuição para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação em saúde no contexto do Sistema Único de Saúde, aproximando a academia, o governo e a população.

Pesquisadores doutores poderão apresentar projetos de pesquisa dentro de cinco eixos temáticos: Programas e políticas em saúde; Gestão e regulação em saúde e educação permanente em saúde; Vigilância de riscos e agravos à saúde individual e coletiva; Atenção à saúde materno-infantil, da criança, da mulher e do adolescente e; Causas externas, saúde do trabalhador e populações vulneráveis. Dentro desses eixos, estão disponíveis 28 diferentes linhas de pesquisa (lista abaixo).

O PPSUS é realizado por meio da parceria entre a Fapeg, o Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde (Decit/SCTIE), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Secretaria da Saúde do Estado de Goiás (SES-GO).

Eixos temáticos e linhas de pesquisa

Eixo I: Programas e Políticas em Saúde

a. Novas tecnologias aplicadas à investigação, prevenção, tratamento ou controle de transtornos e doenças mentais no estado de Goiás.
b. Análise da Rede de atenção psicossocial (RAPS) de Goiás no atendimento às pessoas com transtorno mental, uso e abuso de álcool e drogas.
c. Avaliação das barreiras de acesso à rede de saúde bucal enfrentadas por usuários na atenção primária no estado de Goiás.
d. Avaliação da capacidade instalada da atenção primária da rede de saúde bucal do Estado.
e. Estudo das condições de saúde e autonomia de idosos no estado de Goiás.
f. Análise dos fatores de risco e proteção associados às demências em pessoas idosas.

Eixo II: Gestão e Regulação em Saúde e Educação Permanente em Saúde

a. Análise dos fatores que interferem no acesso da pessoa com deficiência nos órgãos públicos de saúde e na rede de cuidados à saúde no estado de Goiás.
b. Análise dos impactos das decisões judiciais no processo regulatório da saúde enquanto medida que se sobrepõe aos mecanismos de acesso equânime (protocolos, classificação de risco e outros critérios técnicos de priorização), no estado de Goiás.
c. Análise das políticas, sistemas e organização dos serviços de saúde e desenvolvimento de mecanismos de regulação da assistência para a melhoria do acesso da população na média e na alta complexidade.
d. Análise do impacto da formação dos profissionais de saúde a partir do eixo da integralidade em saúde.

Eixo III: Vigilância de Riscos e Agravos à Saúde Individual e Coletiva

a. Estudo da infecção pelo vírus da hepatite C e infecção oculta pelo vírus da hepatite B em grupos sociais vulneráveis.
b. Caracterização molecular e epidemiológica de bactérias multirresistentes de importância humana no estado de Goiás.
c. Análise da água de abastecimento público como fonte de resistência antimicrobiana da população do estado de Goiás.
d. Análise do impacto de efluentes industriais e agropecuários na resistência antimicrobiana da população do estado de Goiás.
e. Análise da genotoxicidade em produtores rurais expostos a agrotóxicos e em trabalhadores de indústrias no estado de Goiás.
f. Avaliação da cobertura vacinal em crianças e adolescentes do estado de Goiás.
g. A negligência vacinal e os impactos associados às endemias de Goiás.
h. Prevalência de doença de Chagas em trabalhadores rurais e identificação de triatomíneos em áreas de cultivo.
i. Desenvolvimento de novas estratégias para controle de hospedeiros intermediários e vetores de doenças tropicais.
j. Estratégias para prevenção e controle de zoonoses veiculadas por alimentos.

Eixo IV: Atenção à Saúde Materno Infantil, da Criança, da Mulher e do Adolescente

a. Análise do acesso, da qualidade e da resolutividade do cuidado à saúde das mulheres e das gestantes na atenção primária do estado de Goiás.
b. Avaliação da implementação do programa de Crescimento e Desenvolvimento (CD) da criança no estado de Goiás.
c. Avaliação da implementação da Política de Atenção Integral à Saúde do Adolescente.

Eixo V: Causas Externas, Saúde do Trabalhador e Populações Vulneráveis

a. Análise da implementação e efetividade da Política Nacional de Redução de Morbimortalidade por acidentes e violências no estado de Goiás.
b. Rastreamento da sororreatividade aos SARs-CoV-2 em profissionais de saúde.
c. Análise da qualidade de vida das populações vulneráveis do estado de Goiás.
d. Avaliação da prevalência e fatores de risco a doenças infecciosas em populações vulneráveis.
e. Análise da implementação da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde de Adolescentes em Conflito com a Lei (PNAISARI) no Estado de Goiás.

Assessoria de Comunicação da Fapeg

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.