FAPEG atrai interesse de instituições da Holanda e da Espanha, durante primeira parte de missão à Europa

Print Friendly, PDF & Email
Reuniões e atividades da FAPEG na Holanda e na Espanha.

Presidente da FAPEG, Zaira Turchi, e diretora de Finanças, Sandra Gabriel, participaram de uma série de reuniões e negociações com instituições da Holanda e da Espanha na primeira parte da missão do governo de Goiás à Europa.

A missão do governo de Goiás na Europa já tem atraído resultados importantes para o Estado. Distribuída em diversas frentes, as atuações da comitiva goiana têm buscado fechar parcerias institucionais e econômicas para atuação conjunta entre Goiás e os países membros da comunidade europeia visitados. Responsável pela frente de atuação acadêmica e científica, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) já tem sinalizados encaminhamentos diversos com a Holanda e a Espanha, países que compuseram a primeira parte da missão visitada pela comitiva.

Foto: Divulgação.

Foto: Divulgação.

Holanda
Na última semana, a presidente da FAPEG, Zaira Turchi, e a diretora de Gestão, Planejamento e Finanças da Fundação, Sandra Gabriel, estiveram, de 12 a 14 de outubro, na Holanda. Foram realizadas reuniões e visitas técnicas a institutos de pesquisa científica e inovação, fundações e agências de fomento e universidades em Amsterdam, Haia e Rotterdam.

Em Rotterdam, no dia 12, elas visitaram a Universidade de Eramus (Eramus University Rotterdam) e tiveram reunião no International Institute of Urban Management (IHS), com a coordenadora de mobilidade estudantil, Charmae Pyl Nercua; com a especialista de Desenvolvimento Urbano, Ore F. Fika; com o diretor do IHS e com estudantes do Ciências sem Fronteiras na instituição. Lá, foi encaminhado Acordo de Cooperação com o governo de Goiás, por meio da FAPEG, para mobilidade de estudantes e pesquisadores do contexto do Goiás sem Fronteiras e para colaboração bilateral em pesquisa e inovação.

No dia 13, a comitiva se reuniu, em Haia, com membros do Netherlands Organization for Scientific Research Policy Development (NWO) – instituição nacional da Holanda para financiamento de pesquisa científica nas universidades e centros de pesquisa e inovação. Estiveram presentes o diretor do Departamento de Programas Institucionais, Dr. Coenraad Krijger; o encarregado de cooperações internacionais, Dr. Rubem Sharpe; e o pesquisador Sênior, Dr. Josef Stuefer. Foram apresentadas atividades do NWO e da FAPEG, inserida no contexto do CONFAP, e encaminhadas possibilidades de instrumentos para o estabelecimento de acordo de cooperação e colaboração científica para 2016.

A comitiva também se reuniu com o coordenador do Centre of Expertise Biobased Economy, Erik Lammers, e com representantes da Universidade de Avans, em Breda – instituição com forte foco em pesquisa aplicada e formação de recursos humanos para a indústria. Foi encaminhado Acordo de Cooperação para intercâmbio de estudantes no contexto do Goiás sem Fronteiras, já em 2016, e do Inova Goiás.

A presidente e a diretora da FAPEG ainda visitaram, no dia 13, o escritório central do EP-NUFFIC, importante instituição na Holanda para a concessão de bolsas de estudos, responsável por vários programas de intercâmbio e formação de recursos humanos altamente qualificados. Ao final do dia, também foi realizada visita à Embaixada Brasileira na Holanda e contato com a responsável pelo setor de educação.

Encerrando as atividades na Holanda, Zaira Turchi e Sandra Gabriel estiveram no Royal Tropical Institute (KIT), em reunião com o Senior Public Health Advisor, Sumit Kane. O Royal Tropical Institute tem uma longa experiência em formação de recursos humanos e pesquisa aplicada com foco no desenvolvimento social, sobretudo na área de epidemiologia e doenças negligenciadas. Na reunião, foram apresentadas as principais linhas e mecanismos de atuação do KIT e o interesse da FAPEG em estabelecer parcerias e cooperação no contexto do Goiás sem Fronteiras. A comitiva também visitou a Universidade Livre de Amsterdam.

Foto: Divulgação.

Espanha
Da Holanda, a comitiva rumou para Madri, na Espanha, onde se estabeleceu de 15 a 17 de outubro. Na capital espanhola, as representantes da FAPEG se encontraram com o restante da comitiva do governo do Estado, incluindo o governador, Marconi Perillo.

No dia 15, visitaram o Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC), do Ministerio de Economia y Competitividad. Na reunião com a vice-presidente de Internacionalização, Paloma Tejedor Jorge, foram apresentadas as ações do CSIC e da FAPEG e as possibilidades de colaboração em pesquisa científica e formação de recursos humanos altamente qualificados. Na oportunidade, foi encaminhado Acordo de Cooperação entre as instituições. De lá, elas se encontraram com o chefe de setor de Cooperação e Inovação da Embaixada do Brasil, Cesar Sauer, e com a chefe do setor Educacional, Mayara Nascimento Santos, que foram apresentados aos programas Goiás sem Fronteiras e Inova Goiás.

Finalizando as atividades do dia 15, elas estiveram no Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI) com o diretor do departamento de Ação Tecnológica Exterior da Diretoria de Programas Internacionais, Luis González Souto; o chefe da Área Ibero-Americana (IBEROEKA) da Diretoria de Programas Internacionais, Emilio Iglesias Cadarso; e Cesar Sauer, da Embaixada do Brasil. Foi uma reunião muito produtiva com encaminhamentos para o estabelecimento de parcerias e colaboração bilateral.

No dia 16, a programação em Madri teve início com palestra do governador Marconi Perillo, na Confederação Espanhola de Organizações Empresariais (OECE), na qual foi mencionado o papel da FAPEG no desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação de Goiás. Após o evento, a FAPEG conversou com empresas, a pedido do governador, sobre o Inova Goiás.

De lá, a comitiva da FAPEG se reuniu com o diretor-geral, Jose Ignacio Fernandez Vera, e com a diretora de Cultura Científica e Inovação, Rosa Capeáns Garrido, da Fundação Espanhola para a Ciência e Tecnologia (FECYT), ligada ao Ministério de Economia e Competitividade da Espanha. Foram apresentadas as atividades da FECYT e as atividades da FAPEG e construídas as possibilidades de cooperação.

A comitiva seguiu para a Fundación Carolina, importante instituição espanhola na concessão de bolsas de diferentes níveis e modalidades para estrangeiros que desejam realizar estudos nas universidades e instituições espanholas. Lá, se reuniram com José Andrés Fernandez Leost, da área de documentação e análise, e fizeram contatos com o diretor de Formação e Desenvolvimento Tecnológico, Juan José Martin Martin, e com o responsável pelo Programa Internacional de Visitantes, Arturo Pita, para possibilidade de parceria em Programa de Bolsas para Goiás em cofinanciamento no contexto do programa Goiás Sem Fronteiras. Também visitaram a Universidade Complutense e Politécnica de Madri.

Encerrando a programação em Madri, no dia 17 de outubro, a FAPEG esteve presente em reunião, na Casa do Brasil, sobre o Projeto Andorinhas . O governador Marconi Perillo destacou o programa Goiás sem Fronteiras, sob a coordenação da FAPEG. As autoridades e participantes do evento demonstraram grande interesse pelo programa de intercâmbio. O diretor da Casa do Brasil, Cássio Romano, ofereceu ao governador a possibilidade de 40% das vagas da Casa serem ocupadas pelos participantes do programa Goiás sem Fronteiras.

A comitiva deixou Madri e seguiu para Berlim, na Alemanha, onde continuam intensa programação de atividades e reuniões com instituições acadêmicas e científicas – foco principal da FAPEG. Além de Berlim, a comitiva deve visitar, ainda, a Bélgica, antes de retornar ao Brasil.

Assessoria de Comunicação Social da FAPEG.

Posted in Inova Goiás, Notícias, Notícias FAPEG.