Divulgado resultado final da Fase 2 do Programa Centelha II

Print Friendly, PDF & Email

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) divulgou nessa quarta-feira, dia 18, o resultado final da fase 2 (Projeto de Empreendimento) do Programa Centelha II. As 100 propostas selecionadas no resultado preliminar da Fase 2 seguem agora para a fase 3 (Projetos de Fomento).

Nesta fase, 20 municípios goianos tiveram projetos aprovados em quatro das cinco mesorregiões do Estado. Goiânia lidera o ranking com 59 propostas, seguida por Anápolis com 15; Rio Verde 5; Aparecida de Goiânia 3 e Jataí 3. Com uma proposta aprovada ficaram os municípios de Água Limpa, Alto Paraíso de Goiás, Bela Vista de Goiás, Catalão, Ceres, Corumbá de Goiás, Formosa, Goinésia, Goianira, Hidrolândia, Jaraguá, Morrinhos, São Luís de Montes Belos, Senador Canedo e Uruaçu.

Sobre a formação acadêmica, 71% proponentes são pós-graduados, 22% possuem Nível Superior e 7% possuem Nível Médio ou Técnico, sendo a maioria com idades entre 31 e 40 anos (36 pessoas), 41 a 50 anos (24 pessoas), 25 a 30 anos (18 pessoas), 18 a 24 anos (9 pessoas), 51 a 60 anos (9 pessoas), 61 a 70 anos (3 pessoas) e acima de 70 anos (1 pessoa). Entre os selecionados, 79% são do sexo masculino e 21% são do sexo feminino.

A maior parte das ideias selecionadas, 36 delas, está na fase de desenvolvimento de protótipo conceitual; 30 em protótipo testado; 17 como comercialização pioneira; 11 em protótipo finalizado e 6 no campo das ideias. O agronegócio foi o setor que mais apresentou propostas, com 31 projetos, e na sequência estão Saúde e Bem Estar com 27, Social com 18 e Meio Ambiente e Bioeconomia com 18.

Já em relação às temáticas, os destaques foram Biotecnologia e Genética (15%); Inteligência Artificial e Machine Learning (14%); TI e Telecom (14%) e Tecnologia Social (12%).

No próximo dia 26, a partir das 9 horas, no formato online (plataforma Zoom), a Fundação vai realizar o terceiro Fapeg Summit. A proposta do evento é reunir os autores das ideias inovadoras selecionadas na fase 2 para uma capacitação e preparação para a próxima fase seletiva do programa. Mais detalhes sobre o encontro serão divulgados em breve no site e redes sociais da Fapeg.

Terceira etapa

A terceira e última fase do Programa Centelha consiste na submissão dos Projetos de Fomento, quando os proponentes devem detalhar o cronograma físico financeiro da proposta e aplicação dos recursos de subvenção a serem recebidos. Nesta etapa, o candidato deve fazer uma apresentação detalhada do orçamento e do planejamento de execução da proposta do seu projeto, considerando o plano de desenvolvimento do produto e tecnologia, o plano de implementação da empresa, a competência técnica e gerencial da equipe e o plano de aplicação dos recursos e cronograma. O resultado final do programa com publicação no Diário Oficial está previsto para 29 de julho.

Ao final das três etapas previstas, serão selecionados até 50 projetos de inovação em fase inicial, quer seja em estágio de ideação ou prototipação que poderão receber até R$ 60 mil, em forma de subvenção econômica, além de capacitações, mentorias, suporte e possibilidade de bolsas para que sejam alavancados e recebam um impulso para que surja um novo empreendimento. Outros 25 projetos serão classificados e considerados suplentes.

Centelha II

O Centelha – Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores – é executado em Goiás pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg). Promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação CERTI, o Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores, a partir da geração de novas ideias, e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador em todo território nacional, incentivando a mobilização e a articulação institucional dos atores nos ecossistemas locais, estaduais e regionais de inovação do país.

Assessoria de Comunicação da Fapeg

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.