Confap e instituições parceiras realizam workshop do projeto Confap Cris

Projeto Confap Cris

Foto: Haydée Vieira – CCS/Capes.

O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), no conjunto de suas Fundações, realizou nos dias 23 e 24 de janeiro, em Brasília, o 1º Workshop de Conhecimento das Perguntas Estratégicas do Projeto Confap-Cris. A iniciativa busca coletar e integrar informações das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs), de modo a apoiar as ações de internacionalização das bases brasileiras de ciência, tecnologia e inovação e dar suporte estratégico à tomada de decisão em gestão de CT&I do País.

A reunião foi realizada na sede da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e reuniu, além de representantes do Confap e da Capes, membros do Grupo de Trabalho em Indicadores de CT&I do Confap – GT Indicadores, composto pelas Fundações de Goiás (Fapeg), Pernambuco (Facepe), São Paulo (Fapesp), Minas Gerais (Fapemig), Rio Grande do Sul (Fapergs), Bahia (Fapesb) e Espírito Santo (Fapes). Participaram, ainda, representantes das demais instituições que compõem o Consórcio Conecti Brasil, incluindo além do Confap e da Capes, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibicti), Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) e Scientific Electronic Library Online (Scielo).

Para viabilização do projeto foi firmado um acordo entre o Confap, RNP e Capes, assinado durante o Fórum do Confap, no mês de agosto de 2018, em Vitória (ES). É esperado que os resultados beneficiem mais diretamente as ações de padronização, governo aberto, integração de dados, internacionalização e gestão estratégica de informação das FAPs e dessas com as demais organizações partícipes do Consórcio Conecti Brasil. De acordo com a presidente do Confap, Maria Zaira Turchi, por meio da plataforma de dados será possível apresentar resultados e indicadores para nortear ações entre as FAPs e entidades parceiras. “Com a visibilidade dos dados das importantes ações e investimentos das FAPs nos Estados e a integração dessas informações em uma plataforma, na qual podemos compartilhar com outras agências, vamos poder ampliar as parcerias e ter mais subsídios para o desenvolvimento de políticas públicas relevantes a todo o Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação.”, salienta.

O nome Confap Cris tem por base o modelo Europeu para integração de dados de ciência “Current Research Information Systems – euroCRIS“.

Atuação
Conforme explica a coordenadora do GT Indicadores, Kedma Duarte, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), o Programa está estruturado em três fases. “Na primeira deverá ser desenvolvido e implementado um protótipo da solução Confap Cris, que utilizará dados fictícios para estabelecer a padronização e fluxo de utilização das informações oriundas das FAPs. Na segunda fase, amplia-se o protótipo com a concepção e desenvolvimento de um piloto, com dados reais de referência”, pontua. “Finalmente, na terceira fase, será desenvolvida a versão definitiva, na forma de produto, que permitirá a adesão incremental das FAPs e terá modelo de sustentabilidade e continuidade do mesmo no âmbito do Consórcio Conectibr.”

Nesta primeira fase serão produzidas dez ações, incluindo dois workshops de elaboração e validação dos padrões, conjunto documentado de padrões de dados de CTI, repositório e aplicativos de transferência de dados, painel de apresentação de dados de CTI representativos das operações das FAPs, padrões e sistemas (tecnologias que viabilizam os fluxos de dados), documentação de projeto e plano orçamentário para as fases piloto e produto.

Sobre o Conecti Brasil
O Consórcio Conecti Brasil, formado por Confap, Capes, CNPq, Finep, Ibocti, RNP e Scielo, tem por objetivo integrar as bases de dados de ciência, tecnologia e inovação do Brasil. A finalidade é a criar um mapa da ciência brasileira, envolvendo uma grande infraestrutura de bases de dados (Big Data) a ser compartilhada pelas agências de fomento com vistas à excelência da gestão de CT&I Brasileira”.

Essas instituições têm promovido vários estudos e ações para o alcance deste objetivo, por exemplo, a formação da Comissão COMLATTES, pelo CNPq. O Confap Cris é outra iniciativa deste grande projeto.

Fonte: Coordenação de Comunicação Social do Confap

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.