Chamada por soluções para a conservação e desenvolvimento do Cerrado tem inscrições prorrogadas

Print Friendly, PDF & Email

Iniciativa da Fundação Grupo Boticário e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) destinará soma de até R$ 1 milhão para as melhores propostas. As inscrições seguem até 12 de novembro

Estão prorrogadas até 12 de novembro as inscrições para a Chamada Pública 04/2021 para a Conservação da Natureza no Nordeste Goiano, uma parceria da Fundação Grupo Boticário e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) em busca de propostas de soluções para o desenvolvimento socioeconômico do Cerrado, com base na proteção da biodiversidade. O processo traz como desafios tornar a prevenção e o combate aos incêndios mais eficientes, reduzindo impactos à fauna, e agregar valor às cadeias dos produtos nativos da região. As melhores propostas concorrerão a apoios financeiros que, somados, podem chegar a R$ 1 milhão.

“Nas últimas semanas, o Cerrado tem enfrentado aumento significativo dos focos de incêndio e a atenção de muitos setores está voltada ao combate às chamas para minimizar os impactos ambientais e econômicos. A prorrogação das inscrições da Chamada reforça a importância de termos mais atores – de todo o Brasil – envolvidos na busca por soluções para o bioma e atende solicitações de quem está na linha de frente de combate ao fogo”, afirma a gerente de Ciência e Conservação da Fundação Grupo Boticário, Marion Silva.

Os interessados devem submeter suas propostas para a Fundação Grupo Boticário ou FAPEG, sendo vedada a submissão da mesma solução para ambas as instituições. A participação é gratuita e a inscrição deve ser feita em formulários específicos.

Fapeg
Fundação Grupo Boticário

Ao final do processo, que seguirá até os primeiros meses de 2022, as melhores soluções – com ideias inovadoras, replicáveis e economicamente viáveis, que potencializem a conservação da natureza – poderão receber apoios financeiros para serem alavancadas.

“A união de forças entre diferentes atores é elemento essencial para a conservação da natureza. É essa sinergia que traz a Fundação Grupo Boticário e a FAPEG a caminharem juntas em busca de projetos que contribuam com a proteção e o desenvolvimento socioeconômico sustentável da savana mais rica do planeta. O Cerrado é um dos biomas mais ameaçados do Brasil, que sofre constantemente com incêndios de grandes proporções e com o desmatamento”, afirma o presidente da FAPEG, Robson Domingos Vieira.

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.