CAPES concede 92 bolsas para fomentar o agronegócio goiano

Print Friendly, PDF & Email

Auxílio da Fundação pretende alçar a pós-graduação a protagonista da inovação na agropecuária do estado

O agronegócio é uma das vocações de Goiás. A agricultura e a pecuária são foco de atenção do estado, que as escolheu como alvo de fomento por meio do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) – Parcerias Estratégicas nos Estados. A CAPES concederá 92 bolsas — 40 de mestrado, 40 de doutorado e 12 de pós-doutorado — em quatro projetos voltados para a área, em um investimento superior a R$ 5 milhões.

Foto do presidente da Fapeg

Presidente da Fapeg, Robson Vieira

Os pesquisadores, em 20 programas de três instituições, têm por objetivo aliar temas como segurança alimentar, meio-ambiente e aumento de produtividade. “Queremos ser, além de um estado referência em produtos básicos, de commodities, evoluir em produtos de valor agregado. Por meio da pesquisa, a ideia é desenvolver tecnologia de ponta e assegurar a distribuição de alimentos, fazendo isso de forma ambientalmente sustentável”, explica Robson Domingos Vieira, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg).

Os projetos envolvem o desenvolvimento da pecuária em menores espaços, de forma mais sustentável e produtiva. Também será feito um mapeamento dos melhores locais para plantar cana-de-açúcar e facilitar a logística da indústria de álcool. Há, ainda, trabalhos voltados para a substituição de pesticidas e outros agentes químicos por bioinsumos como bactérias, insetos ou plantas.

A contrapartida da Fapeg é de R$ 1,5 milhão. Os recursos são de custeio e devem ser utilizados na manutenção dos projetos, como, por exemplo, na compra de insumos e no financiamento de viagens.

Fonte: (Brasília – Redação CCS/CAPES)

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.