Campus Party Goiás supera expectativas de público e engajamento

 

Campus Party. Foto: Sedi

Foto: Sedi

A primeira edição da Campus Party realizada no Estado de Goiás superou todas as expectativas de público e engajamento nestes cinco dias de atividades (de 4 a 8 de setembro), no Passeio das Águas Shopping, em Goiânia. A Assessoria de Imprensa da Campus Party Brasil (CPBR) divulgou release com os números finais da edição do evento em Goiânia.

Foto: Sedi

Foto:Sedi

Foram mais de 60 mil pessoas presentes na Open Campus, o espaço gratuito do evento, enquanto que o número previsto era de 40 mil. O evento foi realizado com o apoio do Governo de Goiás, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), e as parcerias do Sebrae, Faeg, Senar e Caixa Econômica Federal. O governador Ronaldo Caiado já confirmou a próxima edição para 2020.

Confira abaixo os principais números da 1ª Campus Party Goiás: (Informações da Assessoria de Imprensa da Campus Party Brasil)
– Público presente: mais de 60 mil pessoas
– Total de campuseiros: 7 mil, sendo 2,5 mil acampados
– Barracas: 1.500
– Atividades: Mais de 350 horas de conteúdo / 265 palestras / 108 workshops

– Produção e Tecnologia:
Velocidade da internet – 20 GBps
Envolvidos na organização – mais de 3,5 mil pessoas

– Outros Números
Patrocinadores, Apoiadores, Parceiros, Media Partners e Influenciadores – 37 empresas
Universidades – 10 instituições
Jornalistas, blogueiros e profissionais de imprensa cadastrados para cobertura – Mais
de 150

– Programa Campus Future
– 20 projetos selecionados para participar do programa
Destaques:
1º – Luvas Transceptoras
2º – SmartCap e Smartshoes: provendo acessibilidade a deficientes visuais por meio da Internet das Coisas
3º – Automatização de Sistema de Abastecimento de Reservatórios de Água Compartilhado.
– Programa Startup &Makers
– Selecionados para a Campus Party Goiás: 20 startups
Destaques:
1º – Avant Agro
2º – Grifa
3º – Fazenda Rentável
– Hackathons

Hackathon Governo Transparente – 10 equipes inscritas
1º lugar: Pequi 135
2º lugar: Pantheons
3º lugar: Transparente

Hackathon Desafio Agrostartup – 15 equipes inscritas
1º lugar: Tracking Coop
2º lugar: Puro Leite
3º lugar: Negociagro

“Campus Party Goiás supera todas as expectativas de público e engajamento

Em parceria com o Governo do Estado de Goiás, Fapeg, Sebrae e Sistemas Faeg Senar, a primeira edição da Campus Party Goiás, maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo, chega ao final depois de mais de 350 horas de atividades, 265 palestras e 108 workshops, ostentando grandes resultados de participação e engajamento: 7 mil campuseiros, sendo 2,5 mil acampados, e mais de 60 mil pessoas presentes na Open Campus, o espaço gratuito do evento.

“A partir de agora, vamos ter todos os anos a Campus Party no estado de Goiás com o compromisso de avançar ainda mais, ampliando o espaço para a incubação e aceleração dos projetos lançados aqui. Vamos estimular esse movimento, trazendo também os empresários nas próximas edições, para que eles sintam o quanto isso vai mudar o perfil do jovem goiano e, consequentemente, trazer alternativas concretas para que nossa região se desenvolva cada vez mais”, disse o governador do estado de Goiás, Ronaldo Caiado, na cerimônia de encerramento do evento.

Na Arena da #CPGoiás, o público usufruiu de uma internet com velocidade de 20 GBps, fornecida pela Use Telecom. Foram montados quatro palcos: Feel The Future, Coders, Creativity e Entrepreneurship; e três espaços para workshops – Agrotech, Games e Startups. Um dos principais destaques dessa edição foi a realização de diversas de atividades com foco em processos de inovação para o agronegócio, um dos pilares de desenvolvimento econômico do estado.

Entre os nomes que passaram pelo palco Feel the Future estão o do mestre e doutor em Comunicação e embaixador da Campus Party, Dado Schneider; da consultora e especialista em transformação digital e ágil, Annelise Gripp; do cientista de dados brasileiro, Ricardo Cappra; do designer 3D que, por meio de programas de código aberto como InVesalius e Blender, tornou-se uma referência no campo da reconstrução facial forense, Cícero Morais; do engenheiro da Nasa e educador norte-americano, Gabe Gabrielle; e do criador de conteúdos e produtor de artistas como Pablo Vittar e de eventos como o Festival Bananada, Lucas Manga.

“A Campus Party Goiás ganhou um tamanho e uma proporção que superou todas as nossas expectativas iniciais. Costumo dizer que aqui, como em experiência nenhuma no planeta, hackeamos o conhecimento em prol do bem comum. Isso significa unir e empoderar as pessoas, identificar sinergias, mapear lacunas e prototipar soluções, facilitar as trocas de informação e torna-las inteligíveis. Esses são os maiores legados que proporcionamos. Daí, certamente, surgirão as próximas disrupções”, conta Tonico Novaes, diretor geral da Campus Party.

Na Arena, também ocorreram os Hackathons, maratonas de conhecimento cujo objetivo é desenvolver soluções tecnológicas para o bem da humanidade. Nos cinco dias de evento, foram realizados dois desafios: Hackathon Desafio AgroStartup, parceria com o Senar, cujo objetivo era desenvolver soluções para promover a comercialização de produtos agropecuários; e o Hackathon Governo Transparente, em parceria com o Governo de Goiás, que tinha como objetivo criar soluções para promover a transparência do Governo Estadual de Goiás.

1º Fórum do Futuro do Trabalho, homem ou máquina?
A discussão sobre as transformações digitais e o impacto delas no ambiente de trabalho não poderiam ficar de fora da Campus Party. Pensando nisso, o Instituto Campus Party realizou com enorme sucesso o 1º Fórum do Futuro do Trabalho, homem ou máquina. Os participantes puderam acompanhar e participar de debates sobre o impacto do futuro do trabalho nos âmbitos filosófico, ético, político, econômico, educacional, entre outros. Participaram do Fórum Clóvis de Barros Filho, um dos principais pensadores contemporâneos do brasileiro, e a professora titular do Departamento de Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Maria Clara Dias. Além disso, diversas discussões ocorreram na Sala do Futuro, onde foi concebido colaborativamente um manifesto, que será enviado aos órgãos políticos competentes.

“A discussão sobre futuro do trabalho já é um tema crucial no ambiente corporativo, até porque 10% das profissões tendem a desaparecer de alguma forma num futuro próximo e as outras 90% tendem a mudar radicalmente. Construímos esse Fórum para que ele pudesse ser uma plataforma de troca de conhecimentos e reciclagem para que os profissionais ou mesmo aqueles que ainda estão fora do mercado pudessem renovar suas perspectivas e inovar seus conceitos e processos, de modo que sejam protagonistas dessas mudanças que estão acontecendo”, afirma Francesco Farruggia, presidente do Instituto Campus Party.
Campus Experience Pocket

Organizado pelo Células Empreendedoras, o Campus Experience Pocket foi uma maratona focada em tirar as ideias dos campuseiros do papel e transforma-las em negócios disruptivos durante a #CPGoiás. Aconteceram palestras, workshops e mentorias.

Open Campus

Foto campus party

Foto: Campus Party

Na área aberta e gratuita ao público, mais de 70 mil visitantes puderam interagir com potentes simuladores de realidade virtual e aumentada, participar de eletrizantes batalhas de drones, presenciar mostras de projetos acadêmicos e startups com ideias inovadoras. Além disso, os visitantes tiveram a oportunidade de participar de atividades em formato de mostra interativa, workshops e palestras nos espaços RobotiCampus, Educação do Futuro, MakerSpace e no palco STEAM.

Crianças, pais e educadores tiveram uma programação especialmente dedicada a eles no evento, tendo a possibilidade de participar de inúmeras atividades e workshops cujo propósito foi introduzi-los a tecnologias de ponta e apresentar propostas que visam demonstrar a importância de se ter uma abordagem mais criativa dentro das salas de aula. “Na área Open, buscamos mostrar que a tecnologia atrelada a criatividade pode ser uma importante ferramenta de educação e interação com o mundo”, diz Thalis Antunes, gerente de conteúdo da Campus Party.

Include
Durante a #CPGoiás o governador do Estado, Ronaldo Caiado, e o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Adriano da Rocha Lima, assinaram um protocolo de intenções para a criação de 15 laboratórios Include. Os espaços, que serão montados e instalados em comunidades carentes do Estado, tem como objetivo identificar talentos dentro de comunidades menos favorecidas, criar vias para que possam estudar em escolas especiais, encaminhá-los ao mercado de trabalho para que saiam com emprego após a participação no programa e, mais do que isso, prepará-los para que consigam levar soluções para a própria comunidade usando a tecnologia, sem depender da ajuda externa. “O legado da Campus Party é levar para as cidades pelas quais passa o que há de mais inovador e tecnológico em diversas áreas do conhecimento. Temos a área Open que já é uma forma de democratizar o acesso a essa tecnologia, porém com o Include, conseguimos entrar nas comunidades mais carentes, capacitar os jovens dessas regiões e promover uma maior inclusão tecnológica. Estamos muito felizes em poder anunciar esses 15 laboratórios no Estado, que devem ser inaugurados no início do próximo ano”, explica Francesco Farruggia, presidente do Instituto Campus Party.

Nossos parceiros
Como nas edições anteriores, a Campus Party Goiás conta com apoiadores e patrocinadores que viabilizam a estrutura oferecida para que os campuseiros e visitantes possam imergir na tecnologia.

Co-realização: Governo do Estado de Goiás, Fapeg, Sebrae, Senar e Faeg
Patrocínio: Governo Federal e Caixa Econômica Federal
Diamond: Use Telecom
Gold: Petrobras e ABDI
Silver: 3 corações e LG
Apoio: Passeio das Águas Shopping e DT3 Sports

Sobre a Campus Party
A Campus Party é a maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo. O evento conta hoje com mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo mundo. Já produziu edições nos seguintes países: Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia, Equador, Itália e Singapura. O evento está presente no Brasil há doze anos”.

Texto: Imprensa Campus Party Brasil

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.