British Council discute desafios da internacionalização de universidades brasileiras

Print Friendly, PDF & Email

seminário internacional universidade para o mundoO British Council Brasil, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), realiza nos dias 13 e 14 de novembro, das 9 às 18 horas, na Escola de Veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia, o Seminário Internacional Universidades para o mundo – Desafios e oportunidades para internacionalização. Público-alvo do evento são reitores; vice-reitores e pró-reitores de pós-graduação e pesquisa, coordenadores de pós-graduações e relações internacionais, além de assessores internacionais, chefes da NUCLII e de departamentos de língua inglesa. Eles vão conhecer os desafios e oportunidades de internacionalização para as universidades brasileiras e desenvolver habilidades essenciais para inserir sua instituição no cenário global. O tema está no centro das agendas locais e da formulação de políticas públicas, com foco no desenvolvimento de Instituições de Ensino Superior (IES) para a construção de redes globais e sistemas de ensino cada vez mais integrados.

Baseados na experiência e expertise britânica e brasileira, especialistas de universidades e instituições de educação e de políticas renomadas do Reino Unido e do Brasil que vão participar nestes dois dias de seminário/workshops vão focar no desenvolvimento de estratégias de internacionalização; a necessidade da eficácia da língua inglesa para pesquisadores, tomadores de decisão e formuladores de políticas públicas; o mapeamento de prioridades e áreas de excelência; assim como a abordagem dos desafios e oportunidades da validação de títulos e diplomas estrangeiros.

Contextualização
Conforme a ementa do evento, em âmbito global, os desafios da internacionalização estão se desdobrando em diferentes abordagens pelo mundo. Muitos países estão questionando o modelo de larga escala de mobilidade de estudantes e começando a pensar em formatos mais econômicos de colaboração internacional, utilizando redes globais e sistemas de ensino cada vez mais integrados – e o Brasil acompanha essa tendência.

A implantação do programa federal de mobilidade em larga escala – Ciência sem Fronteiras – mostrou grande impacto em termos de escala, mas também imputou desafios em torno da disponibilidade de Instituições de Ensino Superior (IESs) para adotar um processo de internacionalização mais abrangente, capturar os benefícios da mobilidade de saída e ser capaz de absorver processos de mobilidade de entrada, levando a parcerias internacionais estratégicas. A avaliação do programa demonstrou a necessidade de fortalecer as instituições locais para projetar e aplicar estratégias sustentáveis de internacionalização.

O British Council Brasil, deste modo, está apoiando esta agenda por meio de uma série de programas de capacitação, incluindo seminários regionais de internacionalização e consultoria internacional para as IES brasileiras em parceria com universidades britânicas. A Região Centro-Oeste será a primeira a receber o seminário; seguida da Região Sul, em Curitiba, nos dias 16 e 17; Nordeste, em Salvador, dias 20 e 21; e Sudeste, em Belo Horizonte, 23 e 24 de novembro.

Assessoria de Comunicação Social da Fapeg, com informações do British Council Brasil.

Posted in Notícias, Notícias FAPEG.